O OBSCURO E PERTURBADOR MUNDO DA SEDA

10492113_724114224291081_8694450378739846353_n

O bicho-da-seda é criado aos milhares. Quando começa a transformar-se em borboleta, envolve-se num casulo sedoso. Nesta fase do desenvolvimento os bichos-da-seda são lançados em esteiras rolantes que levam a enormes caldeirões. Estes caldeirões contêm água a ferver, e os bichos-da-seda são escaldados vivos.

Só desta forma os casulos não se rompem com a saída das borboletas e podem ser fiados, e o produto final vendido, pela indústria da seda que foi iniciada na China por volta de 2.700 a.c.

O rompimento do casulo durante a emergência da crisálida arruína o casulo de seda. Por isso, durante a produção de seda, apenas às mariposas suficientemente adultas é permitido emergir para assegurar a continuação da espécie. A maioria é morta pelo calor, por exemplo imersão em água a ferver, submissão ao vapor, secagem e cozedura em forno ao permanecerem expostos ao sol durante um dia, a electrocussão ou submissão a microondas.

As principais áreas de produção de seda são de trabalho excessivo, automatizado e desprovido de alma. Ecoa a negação de que estamos a lidar com seres vivos, enquanto deveríamos respeitar a inspiração da metamorfose latente quando considerado o seu ciclo de vida. As fibras de plantas são capazes de produzir tecidos fantásticos. As fibras do ananás, por exemplo, podem dar origem a tecidos tão sedosos quanto qualquer seda.
Existem já várias alternativas à seda. Por exemplo, as fibras sintéticas como o nylon o polyester ou o acrílico.

Fonte: Veganismo/O NOVO MUNDO

2 Comments

  • Juscelita disse:

    O poliester pode ser considerado como alternativa para libertar as mariposas do martirio, mas não é uma alternativa correta para o ambiente devido a sua composição- polimeros de plastico, que se desagregam durante o uso e vão parar nas aguas, nos solos, e em todos os ambientes contribuindo com a poluição que ataca todos os animais, não humanos e tambem humanos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *